Nos Bastidores do Blog

Minha foto
Rosangela Enéas é publicitária, especialista em docência no ensino superior, escritora ghost writer e master coach. Como empreendedora responsável pela Unicórnio Autorias de Pensamento, vem ao longo de aproximados dezoito anos, mantendo o foco em Marketing de Conteúdo utilizando técnicas de Coaching como base metodológica para prestar serviços dentro de suas competências.

20/09/2018

Templates: Variedade e Emoção


Sites e blogs continuam recebendo a preocupação do Marketing de Conteúdo, mesmo que redes sociais como o Facebook, por exemplo, promovam páginas que podem ser utilizadas como esse tipo de recurso.
Templates: Variedade e Emoção

O que se percebe, é que tanto sites quanto blogs, ainda ocupam o primeiro lugar no ranking de facilidade em compartilhamento de conteúdo, sem que seus autores percam o foco na necessidade do controle e da reciclagem dos textos que produzem.

As antigas templates estáticas (pouca interatividade), vem sendo substituídas por novas tecnologias, cada vez mais atraentes, intuitivas e engajadas em negócios específicos.

Esse fato tem se mostrado como um verdadeiro desafio para os criadores de conteúdo, que, sem descanso, mantêm-se atualizados para conseguir acompanhar as velozes inovações tecnológicas, sem deixar escapar detalhes que possam prejudicar o Search Engine Optimization (SEO), ou seja, o conjunto de estratégias de inovação, que potencializa o posicionamento de um site ou blog nas pesquisas.

Muitos empreendedores saem em busca de "fórmulas mágicas" para conseguirem criar templates atraentes para seus targets. 

Eu mesma, muitas vezes, ingressei por esse caminho árduo, modificando o template do meu site várias vezes, na esperança de conseguir fazer "essa mágica".

Porém, a experiência me ensinou que o melhor caminho teria sido dar ouvidos a minha intuição, ou seja, o que para mim fosse atraente, teria maiores chances de atrair o meu público e, vice-versa.

Dessa forma, qual seria a minha proposta para você ?!

Bom...a palavra "template", quando traduzida, quer dizer "modelo". Proponho que você imagine então, que precise construir, por exemplo, uma página "serviços" para o seu site ou blog, mas, no momento está sem ideias sobre como começar a elaborá-la. Assim:

  1. Agilize o processo: faça uma busca utilizando palavras chaves específicas ao caso, sendo que a palavra "template", obviamente deverá ser uma delas.
  2. Entre os milhões de resultados diferentes que irão surgir em poucos segundos na tela do seu computador, escolha no máximo três e, em seguida, opte pelo que mais lhe chamou a atenção pela simplicidade, beleza e praticidade.
  3. Modifique-o, "com o seu jeito/linguagem" levando em conta: 
  • As necessidades do seu tipo de negócio; 
  • Os benefícios do editor hospedeiro; 
  • As páginas "serviços" de alguns sites concorrentes (diretos/indiretos);
  • Acrescente a sua intuição/emoção e, observe a página criada com "o mesmo olhar" do seu cliente em potencial. Para tanto, responda os seguintes questionamentos:

1. O que você deseja sentir quando visualizar essa página?
2. Quais dificuldades de interação você não gostaria de ter encontrado ao clicar essa página? O que poderá ser modificado à respeito?
3. As cores e o designe combinam especificamente, como o que? (história da sua empresa, seu logotipo, a sua história/gosto, as que a sua concorrência costuma utilizar, somente com a funcionalidade/técnica, outras combinações). Teria como incrementar?
4. O que você sentiu quando acessou essa página pela segunda vez? O que fazer à respeito?
5. Se você "cliente", pudesse dar um conselho favorável para a pessoa que elaborou o template dessa página, qual seria? Por quê?

Para finalizar este post, proponho ainda que você revise essa página dentro do contexto geral do projeto (site/blog) quando ele ainda não havia sido criado, ou seja, era somente uma ideia, para que "algo importante" outrora idealizado não caia no esquecimento, colocando todo o seu trabalho a perder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário