Nos Bastidores do Blog

Minha foto
Rosangela Enéas é publicitária, especialista em docência no ensino superior, escritora ghost writer e master coach. Como empreendedora responsável pela Unicórnio Autorias de Pensamento, vem ao longo de aproximados dezoito anos, mantendo o foco em Marketing de Conteúdo utilizando técnicas de Coaching como base metodológica para prestar serviços dentro de suas competências.

21/12/2018

Mídia Social e Rede Social: Diferenças e Utilização para Produtores de Conteúdo

Mídia Social e Rede Social: Diferenças e Utilização para Produtores de Conteúdo

Há uma diferenciação entre mídia social e rede social. A palavra “mídia”, vem de “meio”, e no caso, deve ser entendida como meio intermediário de difusão de informações.

Um exemplo simples, seria as ondas de rádio ou de televisão. Um exemplo mais complexo e mais próximo ao assunto desta obra, são os protocolos Hyper Text Transfer Protocol (HTTP) que servem para transferirem os conteúdos a partir dos browsers (navegadores).

A palavra “rede” por sua vez, sugere conexões. A Internet é uma rede que permite a conexão dos milhares de computadores espalhados pelo mundo. Assim, uma rede social é uma estrutura que dispõe mídias sociais entre os internautas que a ela estão conectados após terem feito seus perfis cadastrais.

Quando as diferentes mídias começaram a se infiltrar pelas redes, deixaram de ser estáticas (por exemplo: um livro – mídia impressa - exposto em três livrarias diferentes), e diante dessa possibilidade de compartilhamento dinâmico, foi que nasceu a ideia de hiperatividade em busca do auto sucesso, o que como já citado, é um engano. 

Portanto, será por intermédio das mensagens presentes no coração das formas de mídia – textos, vídeos, áudios, imagens – escolhidas pelo autor para propagar os seus conteúdos, que o público ideal, será atraído, abrindo a possibilidade para que os relacionamentos expressivos (real valor comunicativo) sejam firmados.

Minha primeira proposta para que você autor (a) alcance resultados, será a descoberta do público que se deseja conquistar e, para tanto, nada melhor do que conhecer o básico sobre o abrangente social das principais plataformas de rede:

O INSTAGRAM: é uma plataforma que foi criada por Mark Zuckerberg em 2010, com a ideia inicial de compartilhamento de fotos. Porém, desde que foi comprado pelo Facebook, foi ganhando novas funcionalidades - mensagens, Stories (vídeos curtos, que desaparecem após vinte e quatro horas da sua publicação, com o objetivo de compartilhamento informal), transmissões ao vivo e posts patrocinados - e conta hoje com mais de um bilhão de usuários ativos. 

O FACEBOOK:  essa rede foi criada no ano de 2004, por Mark Zuckerberg, Dustin Moskovitz e Chris Hughes, com o objetivo de promover um “ponto de encontro” virtual onde, as pessoas conseguissem, além de resgatar antigas amizades, formar novas e, ao mesmo tempo, compartilhar com todas, suas opiniões e fotografias.

O LINKEDIN:  Com mais de 467 milhões de usuários distribuídos por 200 países e territórios diferentes, Linkedin é hoje reconhecida como a maior rede social profissional do mundo, após ter passado pela fase de “caça talentos”, funcionando preliminarmente como rede de currículos on-line.

O YOUTUBE: Esta rede social presente em 88 (oitenta e oito) países, recebe cerca de 2,5 (dois vírgula cinco) bilhões de telespectadores diários, um dos motivos pelos quais, disponibiliza conteúdos em 76 (setenta e seis) idiomas diferentes. 

O TWITTER: Fundada por Jack Dorsey, Evan Williams e Biz Stone, essa rede é hoje chamada de “microblog”, devido permitir somente publicações de até 140 (cento e quarenta) caracteres.



Mais informações a esse respeito, você poderá encontrar no meu livro "E-books: A Escrita com alma digital" clicando aqui!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário