Nos Bastidores do Blog

Minha foto
Rosangela Enéas é publicitária, especialista em docência no ensino superior, escritora ghost writer e master coach. Como empreendedora responsável pela Unicórnio Autorias de Pensamento, vem ao longo de aproximados dezoito anos, mantendo o foco em Marketing de Conteúdo utilizando técnicas de Coaching como base metodológica para prestar serviços dentro de suas competências.

04/02/2019

Compreensão e Interpretação de Textos

Compreensão e Interpretação de Textos
Se você é uma pessoa que durante sua trajetória educacional, não adotou a leitura como companheira constante e que hoje, por conta de seus projetos - escrever um livro, trabalhar com conteúdos, fazer seu tcc, prestar concursos públicos, outros - sentiu "na pele" as dificuldades causadas por essa ausência de prática, não entre em pânico!

Isso porque venho neste post apresentar uma proposta, para que você consiga em curto espaço de tempo, alcançar os seus objetivos de escrita: aprenda respectivamente a compreender e interpretar textos.

Isso porque, para que um texto (objeto ou imagem sempre formados por "vozes" que precisam ser conhecidas do leitor) seja compreendido, o cérebro humano utiliza estímulos (visuais, táteis e/ou auditivos) que captam as informações dos campos (níveis) fonológico (sons), morfológico (estruturas) e sintático (relação entre as palavras/imagens) para que, em sequência, faça a interpretação dos seus significados (formas semânticas e/ou pragmáticas).

Sendo assim, aprendendo sobre compreensão e interpretação de textos, você poderá eliminar muitos dos possíveis anos de falta de leitura que, por ventura, estejam causando dificuldades para que você consiga utilizar a gramática e fazer avaliações/interpretações ao mesmo tempo e tudo isso, com maior precisão!

Quer um exemplo prático?

Faça de conta que você irá prestar um concurso público - vale lembrar que todos os concursos públicos requerem do candidato ciência básica em Língua Portuguesa - e, não raro, na primeira folha da prova esteja escrito algo parecido com: "Leia o texto para responder as questões de tal a tal".

No caso, a banca já estará solicitando por intermédio das questões apresentadas, que você compreenda o texto (analise as formas e as funções das palavras = ciência gramatical) em algumas delas e, nas demais, que você as interprete (entenda e explique seus significados) de acordo com o texto. E, que texto seria esse?

Um texto que independentemente do assunto, irá obrigatoriamente ser igual a todos os outros, ou seja, deverá apresentar um título (mine texto), um contexto (frases ordenadas = informações interligadas de maneira que formem uma estrutura coesa) e um inter texto (citações diretas ou indiretas, ainda que de forma subliminar).

Para conseguir compreender o texto: 
  
* ESTUDE sobre todos os níveis de análise linguística citados acima, ou seja, sobre: as raízes das palavras, a classificação de vocábulos e também, como as palavras se relacionam dentro de uma frase tomando o verbo como foco.

* As questões que dizem respeito à compreensão de textos trazem a RESPOSTA no próprio texto. 

*No caso, tal pergunta se expressa em questões de prova que costumam encabeçar expressões como: "segundo o texto", "de acordo com o texto", "conforme o parágrafo tal", "no texto infere-se que", "qual a intenção do autor ao afirmar que", "o texto torna possível deduzir que" e outras correlatas.

Para conseguir interpretar o texto:  

* Não cometa erros de extrapolação ("viajar na maionese" colocando ideias extras), de redução (inverso de extrapolação) ou, de contradição (ainda que você tenha ideias contrárias às do autor, você deverá respeitá-las).

Para conseguir gabaritar uma prova de Língua Portuguesa em qualquer situação:
  1. Leia o texto duas vezes (uma para que compreenda superficialmente e uma para marcar os aspectos mais significativos de acordo com o seu entendimento).
  2. Identifique a(s) ideia(s) principal(is) - grife ou ilumine - com o cuidado de lembrar que nem sempre ela(s) estará(m) no título. Ao contrário do que se pensa, muitas vezes é necessário que o texto inteiro seja lido para que se entenda a razão para que o autor tenha escolhido tal título.
  3. Identifique as demais ideias de acordo com o objetivo de cada questão solicitada. Mantenha o foco na correlação - ou não - das ideias que possa haver entre elas.
  4. Analise todas as alternativas atentamente, eliminando as que não se adequam ao enunciado, ainda que você, por ventura, esteja convencido(a) sobre qual seria a questão correta.
  5. Lembre-se sempre: o enunciado das questões também precisam de compreensão e interpretação e, assim sendo, vale a pena sermos bons nisso!
Dúvidas ou comentários? Que tal compartilhar por aqui ou com seus amigos? Terei imenso prazer em continuar auxiliando você! 
 
Forte abraço e até o nosso próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário